18 de September de 2019

Vereadores denunciam loteamento de terreno da prefeitura e contrato do lixo em Madre de Deus

Vereadores de oposição revezaram às críticas a administração do prefeito Jeferson Andrade no plenário na tarde de terça-feira (7) na Câmara Municipal de Madre de Deus.  Kikito Tourinho (PPS) afirmou que o governo (DEM) vai instalar uma empresa numa área contaminada.

“Se prepare vocês que semana passada foi aprovado aqui, a questão dessa empresa que vai vir ali pra CCC, que é uma área contaminada! É uma área que até o momento nesta Casa, não teve nenhum documento dizendo que não está descontaminado”, alertou Kikito.

O parlamentar questionou ainda que não entende que foi investido em uma área da Cururupeba, mas de R$ 2 milhões para fazer a terraplanagem para o Parque Industrial, descrevendo em seguida, que o prefeito ” iludiu” os vereadores da base com a promessa de gerar mais de mil vagas de empregos na época.

“Depois nós entendemos que foi tudo um golpe, e foi um golpe! Tá lá oh, mais de R$ 2 milhões e agora tem um dono loteando. E ninguém diz nada… E quer que Kikito fique calado, eu não! Tá lá o dono fazendo loteamento e para aonde foi esses R$ 2 milhões ? [sic]”, questiona.

Val Peças (PSL) voltou a denunciar o contrato entre a prefeitura e a empresa de limpeza urbana (MM) no município.

“Em março, o secretário de serviços públicos que é irmão do prefeito, pede aumento do lixo pra MM. MM essa senhores, que hoje tem o lixo em torno de R$ 1 milhão que vários empresários falam que podem fazer com R$ 400 mil”, asseverou.

O Bahia Manchetes não conseguiu falar com o secretário de serviços públicos, Jacson Andrade, citado na reportagem, mas o espaço está aberto para manifestações.

O post Vereadores denunciam loteamento de terreno da prefeitura e contrato do lixo em Madre de Deus apareceu primeiro em Bahia Manchetes.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.