15 de October de 2019

Segundo pesquisa, para 57% da população brasileira, golpe de 1964 deveria ser desprezado

O Datafolha divulgo nesta sábado(06), uma pesquisa que revela que a maioria da população brasileira acredita que a data que marcou o início da ditadura militar no Brasil, o dia 31 de março de 1964, não deve ser comemorada.

Para 57% dos 2.086 entrevistados pelo instituto entre terça (2) e quarta (3), a data do golpe que levou o país a um período de exceção de 21 anos deve ser desprezada.

Segundo o Datafolha, a parcela dos que acham o contrário, que a data merece comemorações, como defendeu o próprio presidente Jair Bolsonaro no mês passado, é de 36% dos brasileiros. Outros 7% não souberam responder ou não quiseram opinar sobre o tema.

O desprezo à data do golpe tem maior apoio entre os mais jovens, mais escolarizados e mais ricos da população. Entre as pessoas de 16 a 24 anos, 64% são contrários à comemoração da data. A porcentagem chega a 67% entre quem tem ensino superior e a 72% entre os de renda familiar mensal superior a dez salários mínimos.

O post Segundo pesquisa, para 57% da população brasileira, golpe de 1964 deveria ser desprezado apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.