18 de July de 2019

Reunião no gabinete de Bolsonaro foi gravada clandestinamente, diz revista

Uma falha de segurança foi identificada durante uma reunião de Jair Bolsonaro no gabinete presidencial com ministros do governo e empresários. Um dos convidados teria gravado a reunião, segundo informações da revista Veja, através da coluna Radar. A responsabilidade é do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, do ministro Augusto Heleno. 

Nos áudios, segundo a coluna, há frases constrangedoras de auxiliares de Bolsonaro, mas não do presidente. O caso chegou a ocorrer outras vezes durante o governo de Michel Temer pelo então ministro do Turismo, Marcelo Calero. O fato teria acontecido durante o episódio que resultou na demissão de Geddel Vieira Lima, e na famosa conversa do subsolo do Jaburu, de Temer com Joesley Batista.

Publicamente, o filho do presidente Bolsonaro, o vereador Carlos Bolsonaro (PSC-RJ) fez críticas ao comando de Heleno na pasta. O ministro rebateu e disse que o filho do presidente estava “extremamente traumatizado” com o fato de o pai ter sido atingido por atentado a faca. Em postagem no Twitter, o vereador disse que seu trauma é pelo que pode ocorrer.

O post Reunião no gabinete de Bolsonaro foi gravada clandestinamente, diz revista apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.