18 de September de 2019

Policiais da Bahia são presos na Paraíba por sequestros e explosões de bancos

Dois policiais da Bahia foram presos ontem (17) em Campina Grande na Paraíba, acusados de praticar sequestros e explosões de bancos no estado. Na hora da prisão eles adulteravam um veículo que seria usado em outra ação criminosa, segundo a polícia da Paraíba. Um terceiro homem também foi preso na ação.

Eles foram identificados como Diego Afonso Saraiva, Danilo Fernando Oliveira Alcântara e Eberson Carmo dos Santos.

“Os três suspeitos se identificaram como policiais militares do Estado da Bahia. Após realizar pesquisas, foi descoberto que dois realmente são PMs da Bahia, enquanto que o terceiro suspeito estava com documento funcional de PM falso. Os investigadores chegaram até a quadrilha após investigação que durou um ano e dois meses”, disse o delegado Luciano Soares.

Eles foram presos na zona rural do município de Fagundes. Com eles, a polícia encontrou um grande arsenal, com armas de diversos calibres e centenas de munições, além de acessórios que possivelmente seriam usados em ações criminosas, como gandolas, balaclavas, distintivos falsos e um veículo Fiat Touro que estava sendo adulterado.

O grupo estava sendo investigado há mais de um ano, após uma série de sequestros contra empresários em Campina Grande. Três empresários, que foram vítimas do grupo, já foram até a delegacia e reconheceram os suspeitos. Os sequestros foram em janeiro e setembro de 2018 e em março desse ano.

Durante as buscas, os policiais encontraram um contêiner que seria usado como cativeiro para as vítimas. Lá havia uma churrasqueira, peças de carro e duas janelas.

Eles foram autuados em flagrante pelos crimes de adulteração de sinal de veículo automotor, receptação, porte ilegal de arma de fogo, falsidade documental, associação criminosa e três casos de sequestros.

The post Policiais da Bahia são presos na Paraíba por sequestros e explosões de bancos appeared first on Portal do Cerrado.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.