10 de December de 2019

Polícia acredita que suspeitos da morte de Marielle combinaram versões para depoimento

A Polícia Civil diz que o sargento reformado da PM, Ronnie Lessa, e o ex-PM Élcio de Queiroz, suspeitos da morte da vereadora Marielle Franco, se encontraram em um bar momentos antes do depoimento de Élcio, possivelmente para combinar versões do depoimento que seriam ditas na Divisão de Homicídios do Rio. As informações foram obtidos, com exclusividade, pela GloboNews.

O encontro, registrado em fotos, entre os dois suspeitos e um terceiro homem, aconteceu no dia 1° de fevereiro. Ronnie e Élcio estão presos desde o dia 12 de março, por suspeita de participação nos assassinatos da vereadora e do motorista dela, Anderson Gomes.

O post Polícia acredita que suspeitos da morte de Marielle combinaram versões para depoimento apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.