10 de December de 2018

Os caminhos para melhoria da educação brasileira são tema da conversa com Rafael Parente

O apresentador do programa Educação na Veia, do Canal Futura, Rafael Parente, juntamente com a gestora social, Camila Godinho, e o educador Tiago Basto realizam uma roda de conversa na Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia, na próxima quarta-feira (25). A ideia do bate-papo é fazer uma análise de quais caminhos são possíveis para uma reformulação no cenário educacional brasileiro.

“Já estamos entrando na quarta revolução industrial. Mais de 60% dos estudantes de hoje exercerão profissões que ainda não existem. Esse cenário confirma a necessidade de modernização das escolas para que a gente consiga oferecer educação de excelência para todos os alunos, independente da idade, cidade e situação econômica”, pontuou Parente.

Dados

De acordo com a pesquisa Educação de 2017, 7% das pessoas com mais de 15 anos não sabiam ler nem escrever, o que equivale a 11,5 milhões de analfabetos. Além disso, o número de jovens que não trabalham nem estudam cresceu 6% quando comparado com 2016, sendo essa taxa maior entre o público feminino (28,7% contra 17,4% de homens). “Dados como esses comprovam a situação caótica que se encontra a educação no nosso país. Os gestores educacionais precisam reinventar a forma de aplicar o saber para que cheguemos a um bom nível de aprendizado entre os alunos e a formação dos docentes é um passo necessário para essas mudanças”, concluiu, Camila.

Esse evento compõe uma série de atividades do AGORA! realizada em Salvador juntamente com a Camila Godinho. O primeiro foi com a Mafoane Odara e os próximos acontecem ainda este mês, e contará com a presença da Alice, da rede Asta, para falar sobre empreendedorismo.

SERVIÇO

O QUE: Roda de conversa sobre os caminhos para melhoria da educação

ONDE: Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia

QUANDO: 25 de julho, às 19:30

Entrada Gratuita


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.