18 de September de 2019

OMS alerta para número elevado de crianças que não recebem doses essenciais de vacina

“Vacinar também é um ato de amor”. Essa máxima serve de alerta para a importância da vacina – o meio mais seguro e eficaz de prevenção contra diversos tipos de doenças infectocontagiosas. Contudo, de acordo com dados divulgados nesta segunda-feira (15) pela OMS (Organização Mundial da Saúde), das 135 milhões de crianças que nascem a cada ano no mundo, aproximadamente, 20 milhões não recebem as doses essenciais.

Para se ter ideia, a taxa de imunização no mundo segue estagnada em 86%, número relativamente alto, visto que, essa cobertura não é capaz de prevenir surtos epidêmicos de enfermidades que poderiam ser evitadas caso essa mesma taxa de vacinação global alcançasse o percentual de 95%, como é o caso do sarampo que em 2017 matou 110 mil pessoas.

A razão principal é atribuída a falta de acesso nas periferias e em bairros marginalizados.

Ainda segundo a OMS, países que tinham alcançado altos níveis de vacinação tiveram significativas quedas. A exemplo do Brasil, a cobertura da primeira dose da vacina contra o sarampo regrediu de 99% para 84% nos últimos anos.

Foto Reprodução

Na Bahia, um levantamento realizado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), em 1º junho de 2019, apontava que 143 casos suspeitos de sarampo foram notificados em todo o estado. Desses, 58 seguiram sob investigação e os demais não foram confirmados. No ano passado, dos 425 casos notificados como suspeitos, apenas três foram confirmados, todos em Ilhéus, no Sul da Bahia.

O post OMS alerta para número elevado de crianças que não recebem doses essenciais de vacina apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.