14 de January de 2020

Moro pede que PF abra inquérito para apurar mortes em presídios de Manaus

O ministro Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) solicitou nesta quarta- feira (29) à Polícia Federal a instauração de inquérito para investigar a chacina nos presídios de Manaus (AM), que resultaram em 55 mortes. Foram 15 mortes no domingo (26) e 40 na segunda-feira (29).

A informação foi divulgada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Segundo o governo, as mortes foram provocadas por perfurações e asfixia em 4 presídios do Estado:

Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim): 19 mortes;
CDPM1 (Centro de Detenção Provisória Masculino): 5 mortes;
Ipat (Instituto Penal Antônio Trindade): 25 mortes;
UPP (Unidade Prisional do Puraquequara): 6 mortes.
No pedido, Moro disse que as mortes nos presídios representam grave violação de direitos humanos.

Segundo o ministro, há interesse da União na repressão de organizações criminosas com atuação em mais de um Estado da Federação, bem como na repressão ao tráfico internacional de drogas.

No caso específico, Moro disse que há indícios de que a organização criminosa conhecida como FDN (Família do Norte), que tem ramificações em outros Estados, tenha ordenado os assassinatos no presídio em Manaus.

Esta é a segunda medida que Moro determina após a chacina. A primeira foi o envio de uma força tarefa penitenciária ao Estado na última segunda-feira (27).

O post Moro pede que PF abra inquérito para apurar mortes em presídios de Manaus apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.