Ministério da Educação anuncia adiamento do Enem

O Ministério da Educação decidiu adiar o Enem “de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais”. A medida vem depois que o assunto chegou ao Senado, onde a suspensão já havia sido aprovada, de onde iria para a Câmara dos Deputados.

Além disso, o governo estava enfrentando questionamentos judicias que cobravam o adiamento da prova por causa da suspensão das aulas presencias, provocadas pela pandemia do novo coronavírus.
No cronograma anterior, a versão online do Enem seria realizada nos dias 11 e 18 de outubro. Depois passou para 22 e 29 de novembro. Confira a nota divulgada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep):

“NOTA OFICIAL | Adiamento do Enem 2020
Atento às demandas da sociedade e às manifestações do Poder Legislativo em função do impacto da pandemia do coronavírus no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e o Ministério da Educação (MEC) decidiram pelo adiamento da aplicação dos exames nas versões impressa e digital. As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais.
Para tanto, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.”

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*