Internet e TV aberta são opções para volta as aulas da rede municipal de Salvador

A Prefeitura de Salvador estuda estratégias para dar continuidade as aulas do ensino municipal que foram paradas em março, por causa da pandemia do novo coronavírus. Entre as medidas anunciadas pelo prefeito, ACM Neto, há até a possibilidade de usar canal de TV aberta como opção para segunda etapa do programa de ensino.

Na primeira etapa será usada uma ferramenta à distância. “Só os que tiverem acesso vão poder participar. Não vamos contabilizar todo esse material, esse ensino, na carga horário mínima para concluir o ano letivo. Não seria justo com quem não tem, a maioria, contabilizar o que vai ser ensinado como uma aula dada, uma matéria vencida. Isso não vai”, esclareceu Neto.

Já na segunda etapa, entrariam as transmissões pela televisão. “Estamos terminando os detalhes, aí com abrangência muito maior. Estamos preparando o conteúdo e estratégia pedagógica para que os alunos possam aprender”, explicou o prefeito.

A terceira etapa será a retomada do ano eletivo, ainda sem previsão para acontecer. “Não temos data. Tenho dito a todos, ainda sem decisão, tenho cuidado com o que eu falo, mas a gente sabe que o ano letivo não tem como retornar em maio. Na segunda, dia 18, vou anunciar os decretos que têm validade esgotada, mas as aulas não vão voltar. Talvez não consigamos voltar em junho, por isso estamos nos mobilizando para oferecer conteúdo”, concluiu Neto.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*