18 de September de 2019

HGE realiza 1° transplante de pele do Estado em menina que teve 40% do corpo queimado

A equipe de transplantes do Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, realizou o primeiro transplante de pele alógena (doada por outra pessoa) em uma unidade da rede própria da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab). Antes, o único transplante de pele ocorrido na Bahia foi em 2015, no Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes), unidade federal. 

O procedimento, realizado na quinta-feira (21), beneficiou uma menina de 16 anos, que teve queimadura de 3º grau em 40% do corpo. Ela estava internada no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do HGE há três semanas, após sofrer um acidente de carro, que pegou fogo.  O cirurgião plástico Marcus Barroso, coordenador do setor de transplantes e do Centro de Queimados do HGE, explicou que o departamento foi recém-habilitado e, de agora, em diante passará realizar o procedimento.

A doação veio do banco de pele da Universidade de São Paulo (USP), de um único doador, pois a Bahia ainda não possui esse serviço.  De acordo com Barroso, embora esse transplante não exija compatibilidade, como ocorre com a doação de outros órgãos, a pele passa por um preparativo rigoroso, que inclui diversos exames, para não ocorrer nenhuma reação adversa no paciente.

O post HGE realiza 1° transplante de pele do Estado em menina que teve 40% do corpo queimado apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.