Ford está proibida de promover demissão coletiva na Bahia

A indústria automobilística Ford foi proibida pela Justiça do Trabalho de promover demissão coletiva em Camaçari

Foto: Reprodução Ford do Brasil

A Justiça do Trabalho proibiu a Ford do Brasil de promover demissões coletivas na Bahia.  No dia 11 de Janeiro deste ano, a empresa anunciou o fechamento das suas atividades no estado e mais de 10 mil trabalhadores de Camaçari foram dispensados.  

Desde então, a porta da fábrica é local de constantes protestos de ex-funcionários que exigem um posicionamento dos empregadores. Na noite desta sexta-feira (05), o juiz substituto Leonardo de Moura Landulfo, da 3ª Vara do Trabalho do município, concedeu liminar com a proibição.

Além disso, estipulou multa de R$50 mil por cada trabalhador afetado pela demissão. Segundo a determinação, a empresa não pode suspender pagamento de salários e nem das licenças remuneradas.

O município que já foi apontado como o melhor do país para se investir no setor industrial, segundo pesquisa da Urban Systems, publicada em dezembro, foi pego de surpresa.

A Ford pode recorrer da decisão mas afirma que ainda não foi notificada a respeito.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*