Fome entre alunos da escola pública durante a pandemia

Mais da metade das famílias de estudantes de escolas públicas não recebeu alimentação durante a pandemia de Covid-19

Mais da metade das famílias de estudantes de escolas públicas não recebeu alimentação durante a pandemia

Com pandemia da Covid-19 as escolas foram alguns dos estabelecimentos fechados, conforme orientação da Organização Mundial de Saúde, para evitar aglomeração e conter a transmissão do vírus.

Meses depois e ainda sem previsão de quando as aulas poderiam voltar ao normal, surgiu o ensino remoto como principal medida para diminuir a interrupção na educação dos alunos. No entanto, vários pontos entraram em discussão como por exemplo, quem tem acesso a equipamento eletrônico e internet.

Outro questionamento é sobre a alimentação dos estudantes já que muitos deles, tem como única fonte de alimento, a unidade escolar. Diante disso, as famílias passaram a receber kits com comidas das escolas para os alunos. As compras são realizadas por meio Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), coordenado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

Ainda assim, uma pesquisa realizada pelo Unicef aponta que mais da metade (54%) das pessoas que moram com crianças e adolescentes que estudam em escola pública, não receberam alimentação da escola durante o período de fechamento.  Entre aqueles que recebem até 1 salário mínimo, 42% declarou não ter tido acesso à alimentação escolar durante a pandemia.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*