Felipe Neto depõe hoje por chamar presidente de genocida

O youtuber usou suas redes sociais para dar sua opinião sobre a forma como o presidente Jair Bolsonaro lida com a pandemia

Foto: Reprodução Twitter

Felipe Neto presta depoimento nesta quinta-feira (18/03) em uma delegacia no Rio de Janeiro. Na última segunda-feira, ele foi surpreendido por policiais em sua casa para lhe entregar uma intimação. Segundo o documento, a acusação é de crime contra a segurança nacional.  

O empresário acredita que a acusação seja pelo fato de ter chamado o presidente de genocida.  Neto fez uma postagem em suas redes sociais se referindo assim a Bolsonaro por causa da forma como ele tem enfrentado a pandemia da Covid-19 no país. A hashtag #BolsonaroGenocida fui turbinada em mais de 300 mil publicações depois da publicação do youtuber.

Ao ser intimado, o influencer tornou público o que estava acontecendo e disse que eles esperam que ele tenha medo e repetiu a declaração dita antes que “um governo deve temer seu povo, nunca o contrário”. A denúncia foi feita por Carlos Bolsonaro em defesa do pai.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*