Estudos apontam o estado do Ceará como o primeiro a atingir o pico do covid-19 no Brasil

Pesquisadores alertam que no início de abril o estado deve fazer um registro de mais de 3 mil infectados, ocupando o segundo maior lugar com pacientes do coronavírus.

Pesquisadores alertam que no início de abril o estado deve fazer um registro de mais de 3 mil infectados, ocupando o segundo maior lugar com pacientes do coronavírus.

Pesquisadores da Fiocruz e da Ufba indicaram que o estado do Ceará seria o primeiro a atingir o pico do coronavírus, dia 25 de abril. O relatório emitido também estima que o estado deve passar dos 3 mil pacientes nesta semana e ficar no segundo lugar dos mais afetados do país.

De acordo com registros da Secretaria da Saúde do Ceará, após a confirmação do primeiro caso, já se somaram mais 824 pessoas infectadas e 26 mortos no período de um mês.

Na Rede CoVida foi registrado que o estado deve chegar ao número de 3.053 pessoas atingidas pelo vírus, passando do Rio de Janeiro e ficando atrás apenas de São Paulo. O cálculo revela ainda que o Brasil terá por volta de 21 mil casos e mais de 500 mortes pela doença até o dia 8 de abril.

Um grupo formados por diversas áreas como físicos, epidemiologistas, economistas, cientistas e estatísticos, calculou o potencial de disseminação do coronavírus e velocidade com que ele se espalha no país. Os estudos consideram que uma pessoa infectada pode propagar a doença em regiões próximas. Dessa maneira, o fator de reprodução R0 de 2,56 no estado do Ceará.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*