19 de September de 2019

‘Ebó coletivo’, ativistas protestam contra vereadora em frente à Câmara em Salvador

A Frente Nacional Makota Valdina realizou um ato contra a vereadora Marcelle Moraes (Sem Partido) no final da tarde de ontem segunda-feira (15). Batizado de “ebó coletivo”, o protesto é por conta do pedido da vereadora para incorporar ao minuto de silêncio em respeito à morte de Makota Valdina uma homenagem a uma “rinoceronta” falecida no zoológico de Salvador.

Marcelle, que se classifica como “voz dos animais na Câmara”, postou em suas redes sociais um vídeo em que chama o ato de “palhaçada”. Ela escreveu um texto em que afirma que os manifestantes são patéticos e que “com certeza” agiam a mando de um partido política.

“Mais uma vez um grupo de seguidores de matrizes africanas foram a Câmara Municipal de Salvador para “protestar” contra a nossa luta em prol dos animais, o que considero uma tremenda PALHAÇADA. E tenho certeza que foram convocados pelo PT, pessoas que querem aparecer em cima de uma causa séria que é a proteção animal. Isso é patético! Mas jamais irei retroceder um milímetro da minha luta!!! A Câmara Municipal é lugar de TRABALHO, é o futuro da nossa cidade. Respeitem aquela Casa, respeitem os animais e respeitem as opiniões contrárias. Meu trabalho é sério e lugar de palhaçada é no circo!”, escreveu a vereadora.

A confusão começou no dia 19 de março quando o vereador Marcos Mendes (PSOL) foi pediu um minuto de silêncio pela morte da educadora e líder religiosa Makota Valdina. A interrupção de Marcelle para incluir um animal foi considerada desrespeitosa.

The post ‘Ebó coletivo’, ativistas protestam contra vereadora em frente à Câmara em Salvador appeared first on Portal do Cerrado.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.