15 de July de 2019

Direitos do público LGBT é tema de debate na F2J

Fotos: Ascom F2J

Aconteceu na noite da última terça-feira, 29, na sala JW10, da Faculdade 2 de Julho (F2J), o seminário com a temática da Bioética e Sexualidade da população LGBT. O evento promovido pela 9º turma do curso de direito, do turno noturno da instituição, debateu de forma expositiva e integrada a importância de políticas públicas na sociedade contra a cultura da homofobia, racismo e sobre a identidade de gênero.   

Estiveram presente no seminário, Millena Passos, servidora na Secretaria de Promoção das Mulheres do Estado da Bahia, Paulett Furacão, primeira mulher trans a ocupar função de coordenação no Estado da Bahia e o fotógrafo profissional e membro de diversos concursos culturais relacionados à população LGBT, Ricardo Santiago, que evidenciaram em diferentes argumentos a luta pelos aspectos democráticos.

Para Mônica Paiva, aluna da turma e mediadora do debate, a diversidade é como algo que vai além da tolerância ela é o respeito pelo ser humano. “Discutir bioética e sexualidade é uma grande contribuição para que a sociedade seja mais justa e reflita sobre suas atitudes, independente da sua orientação sexual, cor, raça e religião”, diz Mônica.

Aluna do 9º semestre do curso de direito da F2J, Mônica Paiva foi a mediadora do evento.

A diretora da União Nacional LGBT (UNALGBT), Milena Passos, destaca que o mais interessante no seminário foi trazer informações para os estudantes de direito que vão ser futuros juízes, advogados, promotores e defensores da justiça. Para a militante, ter a compreensão da sexualidade é entender que existe uma amplitude do respeito, que ele só inicia quando a do outro começa.

Milena Passos, abordou a sua trajetória de vida e os desafios que perpassam nas políticas públicas em prol do desenvolvimento da população LGBT.

Conhecimento

Para Paulett Furação, demarcar o espaço do público LGBT nos ambientes acadêmicos favorece que as pessoas conheçam as dificuldades que são enfrentadas. “Sabemos dos preconceitos que pessoas como eu e tantas outras como, homens, mulheres, travestis sofrem. Então nada melhor do que explicar a questão da bioética principalmente na era da tecnologia”, explica.

Desconstruir o preconceito do público LGBTQI+ nas universidades foi um dos temas abordados por Paulett Furação.

De acordo com Ricardo Santiago, falar de questões políticas é abordar a coletividade e todas os preconceitos que existem. “Os indivíduos que estão a margem dessa sociedade são ignorados, mais essas pessoas são importante e contribuem para todo desenvolvimento coletivo”, destaca.

Ricardo Santiago, ao lado de Paulett Furacão e Milena Passos em sua participação na palestra.

Confira mais fotos do evento abaixo:

O post Direitos do público LGBT é tema de debate na F2J apareceu primeiro em Faculdade 2 de Julho.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.