Covid-19: Estudo aponta maior eficácia da vacina Pfizer

Pesquisa garante que prazo maior entre as doses aumenta a eficácia da vacina Pfizer da empresa BioNTech em 80%

Covid-19: Estudo aponta maior eficácia da vacina Pfizer
Mais de 1,6 milhão de doses da vacina da Pfizer pelo Brasil - Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

De acordo com estudos realizados no Reino Unido, Israel e Estados Unidos, o intervalo de 12 semanas entre a primeira e a segunda dose da vacina contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech garante efetividade de mais de 80% do imunizante. Esse tempo também foi adotado em recomendação do Ministério da Saúde aos estados e municípios brasileiros.

A pesquisa conduzida no Reino Unido mostrou que o nível de anticorpos gerados após a segunda dose no período de 12 semanas foi três vezes maior do que no intervalo de três semanas, como indicado anteriormente. As recomendações estão sendo reforçadas a cada informe técnico da Secretaria de Vigilância em Saúde, que define as pautas de distribuição de vacinas para os estados.

O Ministério da Saúde já distribuiu mais de 1,6 milhão de doses da vacina da Pfizer pelo Brasil e mais 628 mil doses devem ser enviadas ainda esta semana. Os imunizantes são fruto do primeiro contrato do governo federal com o laboratório, que prevê 100 milhões de doses até setembro.

Fonte: Brasil 61

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*