21 de August de 2018

Como fortalecer o empreendedorismo feminino é tema de encontro em Salvador

A empreendedora Alice Freitas, juntamente com gestora social Camila Godinho e a jornalista Ana Fernanda, realizam uma roda de conversa sobre empreendedorismo feminino, sustentabilidade e moda, na próxima terça-feira (31), na REDE+ Barra. O encontro analisará formas de como consolidar iniciativas feitas por mulheres.

Empreender não é uma tarefa fácil. E quando se fala de um país onde, segundo pesquisa do IBGE, apenas 38% dos cargos de chefia são ocupados por mulheres, a tarefa fica ainda mais difícil, e é necessário buscar formas para se destacar no meio dos negócios.

Para Camila Godinho é preciso valorizar a mulher que empreende e criar a infraestrutura necessária para que estes negócios possam se desenvolver e assumir posição de destaque no mercado. “As mulheres assumem diferentes papéis sociais e ao decidirem empreender, muitas vezes, encaram desafios relacionados ao papel de mãe. Entender as necessidades das mulheres é essencial para que possamos ter formações e iniciativas específicas que fortaleçam estes empreendimentos e inspirem novas mulheres a empreender.”

Falar sobre empreendedorismo feminino vai muito além de apenas abranger o negócio coordenado por mulheres, afinal, isso dá mais espaço para se analisar questões de gênero, além de impactar positivamente as comunidades.

Dados

De acordo com o levantamento mundial Global Entrepreneurship Monitor 2017, que no Brasil é realizado em parceria com o Sebrae, mais de metade dos novos negócios abertos em 2016 foi fundada por mulheres. Atualmente, são mais de 7 milhões de empreendedoras no Brasil.

 

 


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.