15 de October de 2019

Cientista condenado por “atividade homossexual” estampa nota de 50 libras do Banco da Inglaterra

A matéria-prima da nota de 50 libras será a última mudança realizada pelo Banco da Inglaterra; passará de papel para polímero. Mas, essa não é a única variante.  A nova nota também ganhará uma nova “estampa”. O rosto do matemático Alan Turing foi o escolhido, em uma lista de quase mil candidatos.

Google Imagens

De acordo com  o governador do Banco da Inglaterra, Mark Carney, a homenagem é “pelo trabalho que ele (Alan) executou durante a Segunda Guerra, quando conseguiu descobrir a lógica da criptografia dos inimigos e deu uma ajuda vital aos Aliados que derrotaram os países do Eixo”, destacou.

Em 1952, Alan Turing foi demitido e condenado a ser castrado quimicamente depois de uma condenação por “atividade homossexual”. Essa experiência pessoal de Turing motivou a promulgação, no ano de 2017, de uma lei de indulto a condenados por serem homossexuais. Antes disso, em 2013, ele recebeu um perdão póstumo.

Alan Turing é considerado o pai da informática e da inteligência artificial e também é conhecido por sua contribuição em decifrar comunicações nazistas. O cientista cometeu suicídio em 7 de junho de 1954, aos 41 anos.

O post Cientista condenado por “atividade homossexual” estampa nota de 50 libras do Banco da Inglaterra apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.