Chelsea estreia no Campeonato Inglês com vitória tranquila em casa

Vencedor da última Liga dos Campeões, o Chelsea estreou com o pé direito na temporada 2021/22 do Campeonato Inglês. Jogando em casa, em um Stamford Bridge lotado, os Blues venceram o Crystal Palace por 3 a 0 com tranquilidade. Marcos Alonso, em bela cobrança de falta, Pulisic e Chalobah fizeram os gols.

Clássico com Arsenal na próxima rodada

Com o resultado deste sábado somado ao título da Supercopa da Europa conquistado na última quarta-feira, o Chelsea vai com o astral elevadíssimo para o clássico londrino contra o Arsenal, no próximo domingo (22/8), pela segunda rodada da Premier League. O Crystal Palace, por sua vez, recebe o Brentford um dia antes. 

Ataque contra defesa

Sem Kanté, que ainda busca a melhor forma física, Thiago Silva, poupado no banco, e Lukaku, reforço recém-contratado e que ainda faz quarentena obrigatória após vir do exterior, o Chelsea entrou em Stamford Bridge disposto a não dar nenhuma chance ao Crystal Palace, que estreava seu novo técnico: Patrick Vieira (ex-jogador do Arsenal e da seleção francesa).

Depois de criar várias chances, o lateral-esquerdo Marcos Alonso, em bela cobrança de falta, abriu o placar aos 27. Aos 40, Pulisic ampliou. O jogador norte-americano, por sinal, tem “pouca” sorte contra o Crystal Palace: foi o quinto gol dele em cinco jogos contra o rival londrino.

Substituto de Thiago Silva marca

No segundo tempo, o Chelsea não tirou o pé e foi em busca do terceiro. Que saiu aos 13 minutos. O jovem zagueiro Chalobah, que substituía Thiago Silva, sem ter muito o que fazer na defesa se arriscou no ataque e foi extremamente feliz: acertou um belo chute rasteiro no canto de Guaitá e ampliou o placar. Festa do defensor que, aos 22 anos e 40 dias, se tornou o segundo jogador mais jovem na história do Chelsea a fazer um gol em sua estreia na Premier League. Criado na base dos Blues, ele fica só atrás de Paul Hughes, que marcou em 1997 com 20 anos de idade.

Com o 3 a 0 a favor e o jogo praticamente definido, o time do técnico Thomas Tuchel tirou o pé do acelerador e cozinhou o jogo até o apito final. Pelo lado do Crystal Palace, o amargor da quinta derrota seguida para o Chelsea em Stamford Bridge.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*