23 de April de 2019

 Campanha da Fraternidade 2019 é homenageada com Sessão Especial na ALBA

Atividade foi proposta pelos deputados Marcelino Galo e Maria Del Carmen. Fotos Thaís Ribeiro.

Com o tema “Fraternidade e Políticas Públicas” e o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça (Is 1,27)”, a Campanha da Fraternidade 2019 foi lançada e homenageada na Assembleia Legislativa da Bahia, nesta sexta-feira (22), em uma Sessão Especial proposta pelos deputados Marcelino Galo e Maria Del Carmen, ambos do PT.  O tema da Campanha da Fraternidade, proposta pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), no período da quaresma, alerta para necessidade da população estar atenta e participar das discussões e formulação de políticas públicas.

O arcebispo de Salvador, Primaz do Brasil e vice-presidente da CNBB, dom Murilo Krieger, disse que o tema da campanha da Fraternidade foi aprovado pelos Bispos há 3 anos quando se discutia os problemas enfrentados pela população nas áreas de segurança, saúde, educação. “A gente viu, então, que as políticas públicas mereciam receber a atenção. Então aprovamos o tema e agora a gente ver o quanto é atual”, afirmou. “O que a gente quer é que a sociedade tome mais consciência de que deve acompanhar aqueles que são eleitos até para orientá-los, porque, depois de eleito, por mais que imbuído de boas intenções, muitas vezes não tem uma visão tão ampla. Por isso é importante que a sociedade diga, olha estamos com problema nesse ponto, naquele ponto. Então é importante acompanhar, participar de fóruns, de organismos não governamentais, de observatórios, para acompanhar a aplicação dos recursos”, enfatizou, recordando que a Igreja Católica percebeu que os problemas no Brasil se tornaram “mais agudos” desde que o congelamento dos gastos públicos, proposto no governo Michel Temer, foi aprovado pelo Congresso Nacional em 2016.

Os deputados Marcelino Galo e Maria Del Carmen, proponentes da atividade, criticaram o congelamento dos gastos públicos, a proposta de reforma da previdência e avaliaram que a Campanha da Fraternidade 2019 nasce num momento em que o ultraliberalismo tenta, em benefício do sistema financeiro, impor o fim de políticas públicas estruturantes ao desenvolvimento inclusivo e sustentável do Brasil.

“O mais importante da Campanha da Fraternidade em 2019 é chamar a atenção de que as políticas públicas que beneficiam a população são conquistada através das reivindicações das comunidades organizadas e sabendo o que querem, como querem e para que querem. Todas as conquistas e direitos das populações pobres vem da suas organizações e das suas lutas e a CNBB merece ser louvada por afirmar isso e mais por saber que depois de conquistadas elas tem que ser fiscalizadas e monitoradas pelos seus beneficiários”, afirmou Galo. “Não podia ser mais atual o tema deste ano, sobretudo pelo momento que a gente vive no nosso país, onde tem uma destruição total de políticas públicas, muitas já deixaram de existir e há esse avanço para tentar impedir que (as que sobraram) aconteçam. Então o tema da Campanha da Fraternidade é extremamente oportuno”, afirmou a deputada Maria Del Carmen.

Também participaram da sessão especial os Padres Serge Moussa, Jorge Brito, Ferdinando Caprini, Zé Carlos, Frei Márcio dos Santos, Diácono Washington Souza, Diácono Itamar, o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social, Carlos Martins, a promotora de justiça, Luciana Khoury, o presidente municipal do conselho de saúde, Fábio Ferreira, a defensora pública, Cinara Fernandes, representando a Defensoria Pública, Dalva Mesquita, da Pastoral da Criança.

 

O post  Campanha da Fraternidade 2019 é homenageada com Sessão Especial na ALBA apareceu primeiro em Marcelino Galo.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.