Camaçari segue em Estado de Calamidade Pública causado pela “segunda onda da pandemia”

Prefeito solicita pedido de renovação de estado de calamidade por causa da pandemia

Prefeito solicita pedido de renovação de estado de calamidade por causa da pandemia

Camaçari teve aceito o seu pedido de reconhecimento de Estado de Calamidade Pública, causado pela pandemia do novo Coronavírus.  A Assembleia Legislativa da Bahia publicou o Decreto Legislativo nº 2455/2021, no Diário Oficial do último sábado (23/01) estabelecendo a renovação.

Assim, o município segue até o dia 30 de junho de 2021 com regras específicas para o período, principalmente no que diz respeito à gestão dos recursos públicos e à suspensão de prazos legais. O objetivo é garantir que o município possa enfrentar a pandemia ajustando as finanças de acordo com as necessidades específicas do momento.

O prefeito Antônio Elinaldo encaminhou o pedido de renovação à Assembleia Legislativa no dia 12 de janeiro. No documento, o gestor destaca os efeitos da chamada segunda onda de contágio da Covid-19 e como esse aumento de casos tem criado a necessidade de incremento nos gastos direcionados ao sistema de saúde, por exemplo, a outros setores fundamentais para o enfrentamento da pandemia.

Além de Camaçari, outras cidades também tiveram o estado de calamidade pública prorrogado.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*