Auxílio emergencial continuará sendo pago após a terceira parcela

O presidente Jair Bolsonaro confirmou que haverá uma quarta e talvez até quinta parcela do auxílio emergencial, porém, com valores reduzidos, apesar de ainda não estarem definidos. “Conversei com o Paulo Guedes que nós vamos ter que dar uma amortecida nisso aí. Vai ter a quarta parcela, mas não de R$ 600. Não sei quanto vai ser, R$ 300, R$ 400. E talvez tenha a quinta, talvez seja R$ 200 ou R$ 300. Até para ver se a economia pega”, disse Bolsonaro.

A continuidade no benefício visa movimentar a economia do país. “Não podemos jogar para o espaço mais de R$ 110 bilhões, que foram gastos dessa forma, isso vai impactar a nossa dívida no Tesouro, e para ver se a economia pega”, explicou o presidente. Essa redução no valor também é uma forma para que o programa seja encerrado de modo gradual.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*