17 de September de 2019

A noite de São João foi marcada por violência em Senhor do Bonfim, no Centro-Norte da Bahia. Por volta das 21h de domingo (23), policiais militares e espadeiros entraram em confronto na Rua Costa Pinto, principal local de encontro para os festejos juninos. Soltar espadas é proibido por lei, mas testemunhas acusam os policiais de agirem com truculência.

Segundo o representante da Associação Cultural de Espadeiros de Senhor do Bonfim (Acesb), George Nascimento, pelo menos 36 pessoas ficaram feridas no confronto. O conflito começou quando os espadeiros se concentraram no local que é conhecido como palco das guerras de espadas.

“O pessoal se reuniu para manifestar e estava soltando morteiros e bombas. Ninguém soltou espadas, foi quando os policiais chegaram e começaram os confrontos. Fizemos um levantamento nos postos de saúde e tivemos duas pessoas atendidas com ferimentos leves, 27 com ferimentos de bala de borracha, e sete por efeitos do gás lacrimogênio. A quantidade de feridos foi maior que na guerra de espadas”, contou.

Segundo informações do Correio, o caso mais grave é de uma mulher que foi atingida por uma bala de borracha no olho. Segundo George, ela foi transferida para Recife (PE) e corre risco de perder a visão.

O post apareceu primeiro em BAHIA NO AR.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.