20 de November de 2017

Suzane von Richthofen se casa em presídio

Sua parceira é sequestradora e já manteve relacionamento com Elize Matsunaga; as duas cumprem pena em Tremenbé

Os 12 anos de cadeia operaram várias mudanças na vida de Suzane von Richthofen, condena a 38 anos de prisão pelo assassinato dos pais. Nesse período ela  se tornou pastora evangélica,  conselheira de outras detentas, chefe do setor de confecções de uniformes e agora se prepara para uma nova fase: a vida de casada.  A nova parceira de Susane é Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos de prisão por ter sequestrado uma empresária em São Paulo e ficou conhecida por acabar de romper um relacionamento com Elise Matsunaga, presa após matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, no ano de 2012.

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, Suzane e Sandra estão juntas desde setembro e ambas já desfrutam de privilégios oferecidos apenas a casais na penitenciária, como dormirem juntas, por exemplo. Para ter direito as  regalias, as duas assinaram um documento de reconhecimento afetivo. Com isso, Suzane trocou a ala das evangélicas, onde vivia, para habitar uma área com mais oito casais, destinada a presas que se relacionam.

Segundo o relato de pessoas próximas,  o novo amor de Suzane foi uma das motivações para ela ter aberto mão da progressão de regime, que permitiria que a permitiria passar alguns dias fora da prisão. O direito foi concedido judicialmente em agosto, mas foi recusado por Susane.

Recentemente, Suzane também chegou a declarar que abriria mão da herança dos pais e pediu para reencontrar o irmão.

 Despertando paixões

Ainda de acordo com rumores,  essa não é a primeira vez que Suzane se envolve com alguém no presídio. De acordo com informações de agentes penitenciários, duas funcionárias de um presídio de Rio Claro, onde ela ficou detida, se apaixonaram pela moça e a concediam benefícios ilegais, como acesso a internet. Além delas, um promotor de Ribeirão Preto também teria se encantado por ela e prometido lutar para fazer com que ela deixasse o mundo do crime.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*