20 de November de 2017

Sudesb recebe visita de campeã sul-americana de karatê

A baiana Larissa Ferreira Costa, de 15 anos, visitou a Sudesb, na tarde desta quinta-feira (30/9), para agradecer o apoio pela viagem que fez para o Paraguai para a disputa do Campeonato Sul-americano de karatê Interestilos, onde conquistou três medalhas. Ela foi ouro no katá e prata e bronze no kumitê. “Esse era um campeonato que eu queria muito participar, porque nunca tinha disputado um Sul-americano. Eu treinei para ganhar medalhas, mas, se não conseguisse, não iria me abalar porque tinham ótimas competidoras”, disse Larissa. A competição contou com representantes de seis países. Só do Brasil eram 250 atletas.

Larissa Ferreira levou 3 medalhas no Sul Americano no Paraguai. Foto: Márcia Simas.
Larissa Ferreira levou 3 medalhas no Sul Americano no Paraguai. Foto: Márcia Simas.

“Eu chorei de alegria quando o técnico dela (Carlos Assis) contou que o ginásio inteiro parou para aplaudir quando ela terminou a apresentação no katá”, disse a avó coruja, dona “Nide”. A campeã estava acompanhada de dois outros atletas, companheiros de treinamento: os irmãos Lucas Lima, de 11 anos, e Paloma Lima, de 13. O garoto é o segundo do ranking estadual na sua categoria (11 a 12 anos) e a menina é a primeira do seu ranking (13 a 14 anos).

A campeã estava acompanhada de dois outros atletas, companheiros de treinamento: os irmãos Lucas Lima, de 11 anos, e Paloma Lima, de 13. Foto: Márcia Simas.
A campeã estava acompanhada de dois outros atletas, companheiros de treinamento: os irmãos Lucas Lima, de 11 anos, e Paloma Lima, de 13. Foto: Márcia Simas.

Juntos com Larissa, eles participaram do Mundial que aconteceu em julho em São Paulo. “Mesmo não ganhando, foi muito importante para pegar mais experiência e vencer nas próximas competições”, disse Lucas. A aparte mais complicada para a dupla quando estão nestas competições não são suas próprias lutas. “É muito mais difícil estar do lado de fora torcendo pelo irmão porque você vê o outro lutando e não pode fazer nada para ajudar”, disse Paloma. O pai, Luís Augusto Lima, também sofre. “Tenho que tomar até remédio para o coração para conseguir acompanhar”.

Os três atletas buscam agora apoio para disputar o Brasileiro de Karatê Interestilos, que acontecerá em Jaraguá do Sul, em Santa Catarina.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*