13 de December de 2018

Sandra Regina Gomes teve um caso com Suzane em 2009

Sandra Regina Gomes

Quem pensa que o caso de amor entre Suzane von Richthofen e Sandra Regina Gomes é recente está completamente enganado. O relacionamento veio à tona após a oficialização, em setembro, mas a duas já estiveram juntas em 2009, segundo uma agente penitenciária.

“Sandrão”, como Sandra Regina é mais conhecida entre as detentas, também carrega a fama de violenta. Ela foi transferida do Centro de Ressocialização, em São José, para o regime fechado em Tremembé, depois de ter agredido uma agente penitenciária. Com certeza, um relacionamento que não dará espaço para a rotina.

Suzane Richthofen

Caso de amor é destaque em todos os jornais

Não é todos os dias que o casamento entre detentas é manchete dos principais jornais e portais de notícias do país, mas Suzane e Sandra Regina ganharam destaque por causa da gravidade de seus crimes e relacionamentos anteriores. Quando ainda tinha 19 anos, em 2002, Suzane foi condenada de ser a mandante do assassinato dos próprios pais, o engenheiro Manfred von Richthofen e sua mulher, a psiquiatra Marísia. O crime foi cometido pelos irmão Cravinhos, que utilizaram barras de ferro para matar o casal.

Já Sandra Regina foi condenada pelo sequestro e assassinato de um garoto de apenas 14 anos, em 2006. A temida Sandrão também foi casada com Elize Matsunaga – presa por esquartejar e matar o marido, Marcos Matsunaga, em 2012. Suzane teria sido o pivô da separação entre as duas.

Antes do relacionamento ser oficializado, Suzane estava na ala das evangélicas, mas agora vive com Sandra Regina ala das casadas, que é mais tranquila e mais espaçosa. A detenta mais famosa do país também afirmou em entrevista que sonha em ser mãe e, recentemente, abriu mão da herança dos pais. Ela conta também que agora deseja apenas o perdão do irmão.

 

 

 

 

 

 


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.