20 de November de 2017

Ricardo Mello é o campeão do Aberto da Bahia de Tênis

Em um duelo brasileiro que levou o público ao delírio, o paulista Ricardo Mello venceu Thiago Alves, de virada, por 2 sets a 1, parciais de 5/7, 6/4 e 6/4, e sagrou-se campeão do Aberto de Tênis da Bahia 2010, torneio internacional da série ATP Challenger, que contou com o apoio da Superintendência dos Desportos da Bahia – Sudesb. A grande final aconteceu no sábado (21/08), no Bahia Plaza Resort, em Camaçari, onde o evento foi disputado desde o dia 14/08, reunindo tenistas de 31 países.

Foto: Paulo Neves - campeão Ricardo Mello
Foto: Paulo Neves - campeão Ricardo Mello

“Estou bastante feliz com este título na Bahia e tenho vários torneios ainda este ano. A chuva tentou atrapalhar um pouco, o jogo foi muito duro, mas consegui superar pequenos detalhes e deu tudo certo. Quero parabenizar a todos pela bela final e espero voltar mais vezes. Na próxima quarta-feira (25/08), viajo para Nova Iorque onde disputarei mais uma competição”, declarou Mello, que era o participante do Aberto da Bahia melhor posicionado no ranking da ATP. Ele contou também com sua experiência  na decisão do torneio, para superar o adversário, quando a partida teve que ser interrompida por causa da chuva e Thiago Alves vencia por 7/5 e 3/1. Ricardo Mello aproveitou o retorno, venceu os games seguintes e fechou a vitória.

Foto: Paulo Neves - Ricardo Mello
Foto: Paulo Neves - Ricardo Mello

Thiago Alves agradeceu ao público e disse que teve uma semana de  bons confrontos e estava muito feliz por ter chegado a final do evento. De acordo com o presidente da Federação Bahiana de Tênis, Gian Biglia, a ATP Challenger Tour é um circuito que acontece em mais de 40 países, com 178 eventos anuais e a vinda deste circuito sem dúvida é  de grande importância para o tênis na Bahia.  Depois do Torneio de Sauípe (Brasil Open) este é o maior evento no Estado.

“O apoio do Estado, por meio da Sudesb, chegou na hora certa. O Aberto da Bahia é de grande importância porque passa a ser um incentivo, um parâmetro para os jovens atletas que pensam em se profissionalizar no tênis. Para que eles tenham ideia de como é a vida dos tenistas, de como têm que treinar e por aí vai”, revela Biglia.

Ele lembra ainda que o torneio criou oportunidades para tenistas baianos no qualifying, como Silas Cerqueira, Vitor Requião, Murilo Valadares e o jovem Daniel Viana, de 16 anos. Graças a este Challenger, a FBT vai realizar uma competição a partir do próximo dia 4 de outubro, no mesmo Bahia Plaza Resort. A FBT confirma também a realização de 4 a 9 de setembro, de um Torneio Infanto-Juvenil Nacional, válido como grupo 1 da Confederação Brasileira de Tênis, nas quadras do Costa Verde Tênis Clube, em Piatã.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*