24 de November de 2017

Paratleta baiano fará a travessia do Canal da Mancha em setembro

Com o apoio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia (Sudesb), o paratleta baiano da natação, Marcelo Collet, irá viajar no dia 4 de setembro para Dover, na Inglaterra, onde irá participar de um grande desafio a travessia do temido Canal da Mancha. Serão 34 quilômetros de distância para a chegada, que será na França, em Calais. “Essa travessia representa um desafio pessoal enorme. Eu posso ser o primeiro atleta para-olímpico a realizar esse trajeto. Quatro paratletas já fizeram essa travessia, mas eles nunca foram para uma paraolimpíada”, disse Collet, que já representou a Bahia e o Brasil em Atenas (2004) e Pequim (2008).

Marcello Collet treina na Vila Olimpica, em Salvador. Foto Paulo Neves.
Marcello Collet treina na Vila Olimpica, em Salvador. Foto Paulo Neves.

A travessia, que tem previsão para durar mais ou menos 10 horas, acontecerá em algum dia entre 13 e 20 de setembro. “Como o Canal da Mancha é um lugar em que você fica a mercê da natureza, do tempo, do mar agitado, você fica esperando o melhor momento para realizar a travessia. Pode ser de dia, de tarde, de madrugada. A qualquer momento, o rapaz do barco pode chamar e você tem que cair na água. Tem que estar preparado o tempo todo”, explica Marcelo.

Antes desse grande desafio, Marcelo ainda terá uma outra viagem internacional. Na próxima quarta-feira (4/8), ele viajará para a Holanda, junto com a seleção brasileira, para disputar o Mundial Paraolímpico de Natação. Ele disputará os 100 metros livre, os 400 metros livre e a travessia de 5 quilômetros.

Apenas 13 brasileiros realizaram a travessia do Canal da Mancha, sete homens e seis mulheres. Menos de 10% das tentativas foram bem sucedidas. Como treinamento, para não fazer parte desta estatística negativa, encarou sete horas de natação entre o farol de Itapuã e a Ponta de Humaitá.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*