24 de November de 2017

Maracás é campeã da Copa do Vale do Jiquiriçá

Nem o forte sol deste domingo (17/10) conseguiu fazer com que o time de Maracás esmorecesse. Mesmo jogando com a vantagem, por ter ganho a partida de ida da decisão, por 4 a 2, para Brejões, os meninos de Maracás fizeram bonito e venceram, dentro de casa, por 1 a 0, levantando a taça de campeão da Copa do Vale do Jiquiriçá. A competição teve início no dia 30 de maio, envolvendo mais de dez municípios do sudoeste baiano. A Copa é promovida pelo Governo do Estado, por meio da Superintendência dos Desportos do Estado da Bahia – Sudesb, e conta com o apoio Federação Baiana de Futebol e das prefeituras municipais participantes.

Os meninos de Maracás fizeram bonito e venceram, dentro de casa, por 1 a 0, levantando a taça de campeão da Copa do Vale do Jiquiriçá.
Os meninos de Maracás fizeram bonito e venceram, dentro de casa, por 1 a 0, levantando a taça de campeão da Copa do Vale do Jiquiriçá.

A partida atraiu cerca de dois mil torcedores e foi marcada por um primeiro tempo sem gols, porém com diversas jogadas de ataque. Maracás dominou o jogo, porém pecava na finalização. A troca de passes deu lugar à ânsia pelos gols. O resultado foram muitas bolas na trave ou pelo alto. O time da casa continuou bem no segundo tempo e a torcida respirou aliviada aos oito minutos, após um chute cruzado de Massiel, que acertou o ângulo, sem dar chances ao goleiro de Brejões.

O atacante já tinha chutado seis vezes ao gol, porém não estava em um de seus melhores dias. Ao final do jogo, com 1 a 0 no placar, o garoto recebeu o prêmio de artilheiro da Copa, por ter marcado nove gols na competição. “Já esperava esse resultado, a nossa equipe treinou forte, o nosso técnico colaborou bastante, e tínhamos vários reforços de bons jogadores neste ano. Sem dúvidas, estou extremamente feliz com esse resultado, foi merecido” disse, eufórico, o goleador de Maracás.

Maracás venceu com o placar apertado, 1 x 0.
Maracás venceu com o placar apertado, 1 x 0.

Outros jogadores que receberam premiações individuais ao final do jogo foram: o craque Jobson, de Maracás), o melhor goleiro Denis, de Maracás, e o atleta revelação Acnailson, de Brejões. “Receber essa premiação e conquistar esse título, sem dúvidas, é um momento ímpar na minha vida, pois o meu maior sonho é me tornar um profissional da bola” assumiu o craque Jobson (16 anos), que teve o seu talento reconhecido durante a competição e já foi convidado por olheiros para fazer um teste na equipe do Esporte Clube Vitória, seu time do coração. “Pretendo abraçar essa chance com todas as minhas forças” confessou o garoto, entre lágrimas de emoção.

Além da influência do esporte na luta contra o mundo do tóxico, o prefeito Nelson Portela, de Maracás, salientou o incentivo ao trabalho informal. “Vale lembrar que os benefícios de sediar eventos como esse vão além do lazer e do esporte, pois também há o fortalecimento da economia, sendo que diversos vendedores de pipoca, picolé, cana e doces, aproveitam este momento para poder melhorar a renda familiar” ressaltou.

O Maracás ainda teve Jobson como o craque do campeonato e Denis, o melhor goleiro.
O Maracás ainda teve Jobson como o craque do campeonato e Denis, o melhor goleiro.

Diversos ambulantes estavam trabalhando nas arquibancadas durante a decisão. Um dos que chamavam mais atenção dos torcedores era o vendedor de caldo de cana, Diocleciano Pereira (41). Atuando nessa área do mercado há um ano e seis meses, Diocleciano encontra na cana, a fonte de renda, para suprir as necessidades da esposa e do filho de 16 anos e considera fundamentais os benefícios econômicos dos grandes eventos trazidos à cidade. “Se tivéssemos jogos como esse todo final de semana, nossa renda melhoraria bastante, porque realmente é a hora de ganhar dinheiro” disse.

Com tantos benefícios, o domingo foi um dia diferente e feliz em Maracás que além de ter a economia melhorada, e ver o time da terra ser campeão, ao final de todas as premiações, teve a seleção convidada para jogar uma das preliminares dos jogos do Esporte Clube Bahia, em Pituaçu, ainda neste ano, contra a seleção de Várzea da Roça, campeã da Copa do Jacuípe.

Ficha técnica do Jogo:
Maracás 1×0 Brejões
Maracás: Dênis, Jobson, Danilo, Marivaldo (Alef), Valdeir, Clendromar (Valdenilson), Massiel (Velisson), Geovane, Cosme, Iuri (Luciano) e Raildo.
Brejões: Jeferson (Eduardo), Marcos, Alan, Jorlan, Rogério, Luciano (Alison), Aginailson, Vagner, Jeferson, João Bispo (Adailton) e Andrei.
Arbitragem central: Hidelbrando Patriarca
Assistentes: Robeilson e Marcelo


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*