11 de December de 2017

Judoca conquista a primeira medalha baiana nas Olimpíadas Escolares

O tatame do Parque do Japão, localizado em Maringá (PR) amanheceu nessa sexta-feira (6) com um brilho baiano, a primeira medalha da “terra do axé” pelas Olimpíadas Escolares (15 a 17 anos) foi conquistada pelo judoca (categoria meio pesado) do Colégio Marat, Gildizan Jesus que faturou a prata, perdendo apenas para o atleta do Paraná que ficou com o ouro. “Nem esperava conquistar essa medalha, porque nessa competição estou no limite mínimo da faixa etária exigida para disputa. Tive que enfrentar vários judocas mais velhos, como o vencedor que já tem 17 anos”, ressaltou o baiano que apesar da pouca idade, é o atual campeão brasileiro da categoria juvenil (15 a 16 anos) e uma das maiores promessas do Estado na modalidade.

Gildizan Jesus que faturou a Prata, perdendo apenas para o atleta do Paraná que ficou com o ouro.
Gildizan Jesus que faturou a Prata, perdendo apenas para o atleta do Paraná que ficou com o ouro.

Ao todo 26 Estados brasileiros, além do Distrito Federal participaram das disputas no judô. O ginásio paranaense ficou lotado por pessoas oriundas de diversas partes do Brasil, mas entre os diversos torcedores, uma piauiense se destacou no local, a primeira brasileira a se consagrar bicampeã mundial júnior, Sarah Menezes, prestigiou a juventude e relembrou os velhos tempos. “Comecei como essa garotada, lutando pela minha escola, participei das Olimpíadas Escolares de 2004 a 2006 e hoje me sinto feliz e honrada por ser espelho para tantos jovens. Nessa manhã consegui observar atenciosamente as lutas e percebi o excelente nível técnico dos competidores, pois o judô mudou algumas regras e vem alcançando um modelo mais clássico, e pelo que notei a meninada está se adaptando muito bem as novas mudanças. Não há dúvidas que essa geração de judocas é muito boa, e certamente a tendência é evoluir a cada dia mais e dar muito orgulho ao País”.

O crescimento do judô brasileiro, também vem se refletindo na Bahia. Há três anos, o judô baiano vem se destacando nas Olimpíadas Escolares, em 2007, nos jogos de 12 a 14 anos, realizados em Poços de Caldas, o Estado faturou três medalhas na modalidade. No ano passado, os judocas, entre 15 e 17 anos, participaram integralmente da Olimpíada Nacional Escolar, conquistando três medalhas na competição realizada em João Pessoa (PB), entre 06 e 16 de novembro, subindo ao pódio para receber duas pratas e dois bronzes na modalidade.

Neste ano, mais de 130 atletas baianos estão participando das Olimpíadas Escolares, considerada atualmente, a maior competição estudantil do País. E pela primeira vez na história, os jogos que ocorrem entre 05 e 15 de novembro, estão sendo abrigados por duas cidades paralelamente, Maringá (PR) e Londrina (PR). Em Maringá estão sendo realizadas as disputas de atletismo, futsal, judô, vôlei e xadrez e em Londrina estão fazendo parte do certame: a natação, o basquete, o handebol e o tênis de mesa.

As Olimpíadas Escolares 2009 (15 a 17 anos) estão sendo organizadas pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) em parceria com o Ministério do Esporte e Organizações Globo, contando com o apoio das Prefeituras de Maringá e Londrina e o Governo do Estado do Paraná. Porém, as passagens aéreas da delegação baiana e as seletivas estaduais, que os atletas tiveram que passar para se classificarem para a etapa nacional foram financiadas pelo Governo do Estado da Bahia, através da Sudesb, autarquia responsável pelo fomento do esporte baiano.


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*