20 de November de 2017

Billabong Surf Eco Festival fecha o Sul-americano Pro Junior

Miguel Pupo campeão sul-americano e Santiago Muniz vence a última etapa em Salvador

O paulista Miguel Pupo é o novo campeão sul-americano Pro Junior e o Billabong apresenta Surf Eco Festival também definiu os quatro surfistas que vão representar o continente no Mundial Pro Junior da ASP, junto com Miguel Pupo e o catarinense Alejo Muniz, indicados pelo ASP World Ranking. São eles o paranaense Peterson Crisanto, os paulistas Caio Ibelli e Jessé Mendes e o capixaba Krystian Kymmerson. Quem também saiu festejando da Praia da Armação na quarta-feira foi Santiago Muniz. O catarinense ganhou a última etapa do ASP South America Pro Junior Series 2010, porém já chegou a Salvador sem chances matemáticas de classificação para o time sul-americano. Ficou tudo em casa, pois em 2009 foi seu irmão mais velho, Alejo Muniz, o vencedor do Billabong Surf Eco Festival.

Miguel Pupo por Daniel Smorigo
Miguel Pupo por Daniel Smorigo

“Estou muito feliz e até estava pensando nisso, que meu irmão ganhou, quem sabe eu poderia ganhar um dia também e ele chegou, nossa estou muito feliz mesmo”, vibrou Santiago Muniz, logo depois de ser carregado pelos amigos quando saiu do mar. “Estou amarradão, graças à Deus consegui fazer um bom resultado, conquistar uma vitória que vinha buscando a muito tempo. Tive baterias muito difíceis hoje (quarta-feira), contra os caras que estão na cabeça do ranking, mas hoje era o meu dia”.

Na quarta-feira de boas ondas de 2-3 pés na Praia da Armação, Santiago só enfrentou concorrentes às últimas vagas para o Mundial Pro Junior. Começou o dia derrotando o catarinense Yuri Gonçalves, nas quartas de final acabou com as chances do paraibano Samuel Igo e depois superou dois dos quatro que se classificaram para defender a América do Sul na Indonésia e na Austrália, onde serão realizadas as duas etapas que decidirão o campeão mundial Pro Junior da ASP, Peterson Crisanto e Caio Ibelli.

“Eu optei em ficar do lado deles no mar, para não deixar eles soltos. Deu certo na semifinal contra o Peterson (Crisanto) que vinha quebrando o campeonato todo. Na final, o Caio (Ibelli) escolheu o lado esquerdo, mas decidi ir pro direito e surfei sozinho no início da bateria, pegando boas ondas para fazer uma boa vantagem. Aí o Caio veio pro meu lado, mas não achou as ondas para virar e o título ficou pra mim”, contou Santiago Muniz, que dedicou a vitória no Billabong apresenta Surf Eco Festival para a sua avó, Maria Helena, e o seu tio, Domingo, que faleceram recentemente esse ano.

O último dia do Pro Junior masculino em Salvador foi adrenalizante, com vários duelos decisivos sendo disputados na quarta-feira de céu azul na capital baiana. O paulista Jessé Mendes perdeu o primeiro do dia para o potiguar John Max e ficou na torcida para não ser ultrapassado. A mesma agonia viveu o capixaba Krystian Kymmerson, que não passou da sua estréia na terça-feira. Mas, ninguém conseguiu tira-los da lista. Quem chegou mais perto foi o pernambucano Ian Gouveia, que ganhou um confronto direto com o paulista Tamaê Bettero, mas caiu no seguinte contra o vice-campeão Caio Ibelli.

“Foi bom. Acho que o Sant (Santiago Muniz) merece, ele quebrou na final e eu infelizmente não achei as ondas para surfar na maré seca”, contou Caio Ibelli. “Eu escolhi as esquerdas onde tinha vencido as outras baterias, só que o mar mudou e quando fui pras direitas já era tarde. Mas tudo bem, foi ótimo o resultado, me classifiquei pro Mundial e foi um dia perfeito. O time ficou muito forte, irado, só amigos e estou louco pra ir lá pra Bali representar o Brasil e a América do Sul na primeira etapa do Mundial”.

O campeão sul-americano Pro Junior de 2010, Miguel Pupo, foi barrado pelo catarinense Cauê Wood na sua primeira bateria da quarta-feira e também destacou o forte time deste ano para o ASP Pro Junior World Tour. “Cheguei aqui tranqüilo, com três etapas vencidas, o trabalho já estava bem feito, então eu pude até me dar o luxo de perder nas oitavas de final e ainda ser campeão”, disse Miguel Pupo. “Agora é ir pro Mundial, o time ficou muito bom, acho que é um dos melhores que o Brasil já teve, com grandes nomes da nova geração e certamente serão grandes as chances do Brasil faturar mais um título”.

O paranaense Peterson Crisanto, que chegou no Billabong apresenta Surf Eco Festival fora da lista dos quatro e terminou como vice-campeão sul-americano, também acredita no forte potencial do time. “Fiquei um pouco decepcionado com minha performance na semifinal com o Santiago, mas estou feliz pelo vice-campeonato no circuito e também por conseguir minha vaga pro Mundial. O time está muito bom, muito forte e com certeza vamos representar bem o Brasil lá em Bali (de 02 a 12 de outubro)”.

Já o mais aliviado de todos foi o capixaba Krystian Kymmerson, único dos concorrentes que perdeu no primeiro dia e teve que ficar toda a quarta-feira só acompanhando os resultados, até Santiago Muniz tirar o último que ainda tinha chances, o paraibano Samuel Igo. “Treinei muito o ano todo pra conseguir essa vaga. Perdi ontem (terça-feira) quando não podia, mas Deus me abençoou e vamos com tudo lá pra Bali e pra Austrália, com essa galera do Brasil que vai quebrar tudo lá, podem esperar”, prometeu.

AGORA É SÓ FEMININO – Depois de dois dias reservados para o Pro Junior masculino, o Billabong apresenta Surf Eco Festival continua até sábado agora só para as meninas disputarem a grande final do Sul-americano Pro Junior e a nova etapa do ASP Women´s Star, com várias estrelas internacionais se apresentando na Praia da Armação, em Salvador. O início das competições femininas foi marcado para as 10 horas nesta quinta-feira. Surfistas de seis países estão na Bahia desde o início da semana só treinando para o evento e a grande atração é a vice-campeã mundial Silvana Lima, da Billabong.

O Billabong apresenta Surf Eco Festival 2010 é uma realização da Dendê Produções e da Axé Mix e conta com patrocínio da Petrobras, Skol, Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria Turismo (Setur) e Bahiatursa; Prefeitura Municipal de Salvador, através da Secretaria de Educação; Azul Linhas Aéreas e Makai. Os apoiadores do evento são: Publimex, Rede Outlight Uranus, Anônima; AL2 e Mídia Bus. As três provas do evento são homologadas pela ASP South America e Federação Baiana de Surf (FBSurf) e transmitidas ao vivo pelo www.aspsouthamerica.com.br

RANKING FINAL DO ASP SOUTH AMERICA PRO JUNIOR SERIES 2010:
Campeão: Miguel Pupo (BRA-SP) – 5.000 pontos
Vice-campeão: Peterson Crisanto (BRA-PR) – 4.180
3.o lugar: Caio Ibelli (BRA-SP) – 4.050
4.o lugar: Jessé Mendes (BRA-SP) – 3.840
5.o: Krystian Kymmerson (BRA-ES) – 3.480
6.o: Ian Gouveia (BRA-PE) – 3.400
7: Santiago Muniz (BRA-SC) – 3.260
8.o: Marco Fernandez (BRA-BA) – 3.220
9.o: Tamaê Bettero (BRA-SP) – 3.215
10: Yan Guimarães (BRA-RJ) – 3.030

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA EM SALVADOR:

FINAL PRO JUNIOR MASCULINO:

Campeão: Santiago Muniz (BRA-SC) com 14,17 pontos – US$ 4.000 e 2.000 pontos
Vice-campeão: Caio Ibelli (BRA-SP) com 6,70 pontos – US$ 2.000 e 1.720 pontos

SEMIFINAIS:

3.o lugar – US$ 1.500 e 1.460 pontos:
1.a: Caio Ibelli (BRA) 12.33 x 9.60 John Max (BRA)
2.a: Santiago Muniz (BRA) 12.83 x 7.63 Peterson Crisanto (BRA)

QUARTAS DE FINAL:

5.o lugar – US$ 800 e 1.220 pontos:
1.a: John Max (BRA) 13.33 x 10.60 Yan Guimarães (BRA)
2.a: Caio Ibelli (BRA) 11.43 x 8.17 Ian Gouveia (BRA)
3.a: Peterson Crisanto (BRA) 13.67 x 9.57 Cauê Wood (BRA)
4.a: Santiago Muniz (BRA) 11.93 x 6.43 Samuel Igo (BRA)

OITAVAS DE FINAL:

9.o lugar – US$ 350 e 1.000 pontos:
1.a: John Max (BRA) 12.43 x 10.00 Jessé Mendes (BRA)
2.a: Yan Guimarães (BRA) 10.34 x 7.17 Marco Aurélio (BRA)
3.a: Ian Gouveia (BRA) 12.00 x 9.30 Tamaê Bettero (BRA)
4.a: Caio Ibelli (BRA) 9.43 x 6.90 Diego Michereff (BRA)
5.a: Peterson Crisanto (BRA) 15.33 x 6.27 Marco Fernandez (BRA)
6.a: Cauê Wood (BRA) 15.66 x 10.43 Miguel Pupo (BRA)
7.a: Santiago Muniz (BRA) 10.50 x 8.40 Yuri Gonçalves (BRA)
8.a: Samuel Igo (BRA) 9.77 x 7.30 Rafael Teixeira (BRA)

PROGRAMAÇÃO DO FEMININO PARA OS PRÓXIMOS DIAS:

QUINTA-FEIRA:

10:00 horas – Primeira fase do Pro Junior:
1.a: Diana Cristina (BRA) x
2.a: Courtney Conlogue (EUA) x Lani Nina-Holy Doherty (EUA)
3.a: Valeria Sole (PER) x Sayuri Hashimoto (JAP)
4.a: Joanne Defay (FRA) x Natali Paola (BRA)

12:00 horas – Primeira fase do ASP Women´s Star:
1.a: Joanne Defay (FRA), Luana Coutinho (BRA), Natali Peixoto (BRA)
2.a: Danielle Ohayon (BRA), Anali Gomez (PER)
3.a: Anne Cecile Le Tallec (FRA), Diana Cristina (BRA)
4.a: Freya Prumm (AUS), Gabriela Leite (BRA)
5.a: Amandine Sanchez (FRA), Barbara Segatto (BRA)
6.a: Mizuki Hagiwara (JAP), Camila Cássia (BRA)
7.a: Valéria Sole (PER), Taís de Almeida (BRA)
8.a: Suelen Naraisa (BRA), Lani Doherty (HAV)

12:30 / 16:30 horas – Segunda fase do ASP Women´s Star

SEXTA-FEIRA:

10:00 horas – Segunda fase do Pro Junior – entrada das cabeças de chave:
1.a: Bruna Schmitz (BRA) x 1.a da 1.a bateria da 1.a fase
2.a: Barbara Segatto (BRA) x 1.a da 2.a bateria
3.a: Gabriela Leite (BRA) x 1.a da 3.a bateria
4.a: Camila Cássia (BRA) x 1.a da 4.a bateria

12:00 / 16:00 horas – Terceira fase do ASP Star – entrada das cabeças de chave:
1.a: Silvana Lima (BRA) x 1.a da 1.a bateria da 2.a fase
2.a: Priscila Gondim (BRA) x 1.a da 2.a bateria
3.a: Ornella Pellizzari (ARG) x 1.a da 3.a bateria
4.a: Jacqueline Silva (BRA) x 1.a da 4.a bateria
5.a: Coco Ho (HAV) x 1.a da 5.a bateria da 2.a fase
6.a: Sayuri Hashimoto (JAP) x 1.a da 6.a bateria
7.a: Cláudia Gonçalves (BRA) x 1.a da 7.a bateria
8.a: Bruna Schmitz (BRA) x 1.a da 8.a bateria

SÁBADO DECISIVO DO FEMININO:

10:00 horas – Quartas de final do ASP Women´s Star
12:00 horas – Semifinais do Sul-americano Pro Junior
13:00 horas – Semifinais do ASP Women´s Star
14:00 horas – Final do Sul-americano Pro Junior
14:30 horas – Final do ASP Women´s Star
15:00 horas – Cerimônia de Premiação no Pódio

João Carvalho – Assessoria de Imprensa da ASP South America – (84) 8113-8860


Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*